Cape Town (Cidade do Cabo): roteiro de 3 dias

Cape Town (Cidade do Cabo): roteiro de 3 dias

Cape Town – ou Cidade do Cabo – é uma das cidades mais bonitas do mundo! Há muito o que fazer e ver e qualquer minuto é precioso durante a sua visita.

Quando se fala em viagem para a África do Sul, logo se pensa em Cape Town. E sabe por quê? Porque ela é uma das cidades mais lindas do mundo! Assim como o Rio de Janeiro, Cape Town tem uma grande riqueza natural, com um relevo lindíssimo, praias de águas claras (e geladas!), assim como sua cultura e história. Passei 3 dias inteiros na cidade e confesso que foi muito pouco! Saí de lá com uma vontade imensa de voltar e explorar mais ainda esse cantinho do nosso mundão.

A viagem toda começou por Johanesburgo, passou por um safári e finalizou nessa cidade que amei tanto conhecer: Cape Town. Mas assim como eu, sei que muitos viajantes nem sempre possuem tanto tempo disponível para passar em um determinado lugar quando se está viajando. Afinal, além das férias, qualquer feriadão é motivo para viajar, não é mesmo? Então, resolvi escrever sobre o que eu fiz em apenas 3 dias inteiros em Cape Town e mostrar que, mesmo com pouco tempo, podemos sim curtir e conhecer um local. Vamos nessa?

Antes de começar meu roteiro, gostaria de dar algumas informações importantes para que você organize seu roteiro para lá:

  • A Cidade do Cabo faz parte do Município metropolitano da Cidade do Cabo, na província do Cabo Ocidental, na África do Sul. É a capital legislativa do país, onde o Parlamento Nacional e muitos escritórios do governo estão localizados* (*fonte: Wikipédia);
  • A cidade é muito bem organizada e com muitos atrativos turísticos;
  • O transporte público é precário e raramente usado por turistas;
  • O motorista dirige do lado direito;
  • O fuso horário é de +5 horas (tomando como referência o horário de Brasília – fora do horário de verão);
  • O Aeroporto Internacional da Cidade do Cabo (CPT) é o segundo mais importante da África do Sul;
  • Saindo do Brasil, a forma mais em conta de chegar até à cidade é via Johanesburgo (companhia aérea mais popular do país é a South África Airlines);
  • A moeda da África do Sul é o RAND (1 dólar americano é o equivalente a 13,70 Rands – estimativa pois o câmbio varia)

DICAS PARA NÃO PASSAR PERRENGUE E APROVEITAR AO MÁXIMO O SEUS DIAS

Esquematize seus três dias da forma como você achar melhor de acordo com os seus interesses. Eu procurei fazer os principais pontos turísticos pois, além de ter muito pouco tempo, era o que eu estava louca para conhecer. Se você tiver mais tempo, converse com pessoas locais pois elas são as melhores para dar dicas que fogem à rota turística. Além disso, tente conhecer uma vinícola. Os vinhos da África do Sul são famosos e deliciosos. Eu não tive tempo de fazer nessa viagem, mas não tirei esse passeio da minha Wish List. Ainda volto pra lá!

Para facilitar a locomoção e ganhar tempo e autonomia, eu aluguei um carro. Como disse no início desse post, lá a mão é inglesa e os motoristas dirigem do lado direito do carro. No início é estranho: você quer ligar a seta e acaba ligando o limpador de para-brisa, fazer curvas (principalmente em rotatória) é esquisito, mas vai por mim, não é nenhum mistério e você se acostuma fácil! Opte por carro automático pois assim você não precisa passar a marcha. Acredite: passar a marcha com a mão esquerda seria uma missão o tanto difícil! Depois de umas duas horinhas dirigindo – e fazendo pequenas besteirinhas, não vou negar, você se acostuma! Difícil é acertar a porta que o motorista precisa abrir para entrar no carro hahahaha.

Outra dica importante é estar sempre conectado. Isso porque com um chip internacional você consegue usar aplicativos de GPS, procurar dicas, fazer reservas em restaurante e comprar atrações antecipadamente, caso queira. Como eu estava usando o chip de internet internacional, estive conectada o tempo todo e pude usar o gps do celular para ir a qualquer lugar. Foi super fácil e não me perdi nenhuma vez!  ;-)

Outra coisa que me preocupei foi em fazer um seguro viagem. Afinal, nunca sabemos quando iremos precisar né. Eu não viajo sem de jeito nenhum até porque já tive que usar algumas vezes: seja por motivos médicos ou até mesmo por bagagem extraviada e atraso excessivo de voo.

Dia 1

Chegamos a noite em Cape Town. Nesse dia, ficamos hospedadas no hotel 91 Loop, bem no centro da cidade. (Para saber mais das hospedagens, leia o post que publiquei sobre isso!). Por isso, fomos logo conhecer a Long Street, famosa rua de bares e restaurantes da região. É super movimentada e ótima dica para os turistas. Nos recomendaram ir no BeerHouse e foi ótimo! Lugar agradável para quem quer comer um hambúrguer gourmet e experimentar os diversos tipos de cerveja do local. Recomendo também!

Cape Town - Beerhouse - Long Street

Dia 2

Deixamos o segundo dia para conhecer a Table Mountain, Camps Bay, Green Point, Bo-Kaap e o Green Market. Antes de ir para a nossa primeira parada paramos para apreciar uma vista incrível da cidade. Isso mesmo, indo para a Table Mountain, achamos um mirante com uma vista linda da Lion’s Head – outra montanha famosa da Cidade do Cabo.

Lion's Head - Cape Town

  • Table Mountain, ou Montanha de Mesa, é o ponto alto de todo turista que visita a Cidade do Cabo. É sempre importante ficar de olho no site deles para saber se está aberto ou não. Isso porque o vento é tão forte lá em cima (e a neblina também) que muitas vezes o local está fechado para visitação. Isso mesmo, as condições climáticas podem alterar seu roteiro!

Nós tivemos sorte! O dia estava incrível para visitar esse ponto turístico. Deixamos o nosso carro lá no estacionamento do local e fomos comprar nosso ticket para subir de bondinho. Quem quiser comprar antecipado, pode usar o nosso afiliado Get Your Guide (que inclusive vende passeios para lá acompanhados de ônibus Hop on hop off e muito mais).

Bondinho Table Mountain

Os tickets do bondinho custam entre 80 e 330 Rands. O valor vai depender da idade, e se vai querer subida e descida (round trip) ou somente um trecho. Isso porque os mais aventureiros optam por fazer a trilha! Seja subindo ou descendo… O que não foi o meu caso. Não por não gostar (eu adoro trilhas!), mas porque eu tinha pouco tempo para conhecer muita coisa.

Uma panorâmica desse lugar maravilhoso
Uma panorâmica desse lugar maravilhoso
Perdendo o folêgo... Table Mountain é incrível!
Perdendo o folêgo… Table Mountain é incrível!
Passeando pela Table Mountain
Passeando pela Table Mountain
Uma das vistas lindas lá de cima da Table Mountain - principal ponto turístico da Cidade do Cabo
Uma das vistas lindas lá de cima da Table Mountain – principal ponto turístico da Cidade do Cabo
  • Camps Bay foi o próximo ponto de parada do dia. Como disse, estava de carro e saímos da Table Mountain direto para lá! Aliás, lá de cima eu já tem uma vista incrível da Camps Bay! Como já era quase hora do almoço, estacionamos o carro na região de Camps Bay (tem vários estacionamentos pagos ao longo da orla) e fomos procurar um restaurante com vista para comer. São várias opções mas escolhemos experimentar o Paranga. Anotem essa dica aí! Custo benefício maravilhoso, localização excelente e de frente para a praia! O que mais quero dessa vida gente?!

Restaurante Paranga - Camps Bay - Cape TownDepois do almoço, aproveitamos para andar um pouco pela orla e ver a temperatura da água. Óbvio que ela estava congelante mas tinha um monte de gente dentro d’água! O azul do mar é hipnotizante e ver a Table Mountain debaixo é igualmente incrível.

Camps Bay - Cape Town-001

Camps Bay - Table Mountain ao fundo - Cape Town Camps Bay - Cape Town

Hora de seguir para o próximo ponto de interesse.

  • Green Point. É nessa região que fica o estádio palco da copa do mundo de 2010! Isso mesmo, aquele onde Shakira cantava WakaWaka para o mundo todo. Apesar de não acompanhar tanto futebol, visitar estádios é sempre uma das coisas que tento não deixar de fazer quando viajo.

Infelizmente, ele estava fechado para visitação no dia que fomos pois ia ter uma partida de futebol mais a noite, mas mesmo assim, ficamos observando a fachada e sua estrutura gigantesca! Esse gigante, construído em 2009, tem capacidade para 68.000 pessoas.

Green Point - estádio Cape Town

  • Bo-Kaap. Já que nossa visitação estádio não foi um grande sucesso (hahahaha) fomos para Bo-Kaap. Trata-se de um bairro de muçulmanos famoso pelas casinhas coloridas. É super tranquilo ir até lá! Confesso que não achei grande coisa assim mas pelo menos conheci. Caso você tenha pouco tempo e prefira conhecer outra coisa, esse é um lugar que acredito ser dispensável no roteiro.

Bo-Kaap - Cape Town

  • Green Market foi onde finalizamos o nosso dia. Essa feira ao ar livre é ótima para comprar artesanatos e lembrancinhas de viagem. Apesar de ser bem turístico, os valores não são altos e sempre vale aquela pechincha né!? Apenas como curiosidade, comprei lenço de pescoço, álbum de foto e um quadro de madeira lindo.

Green Market - Cape Town (1)

 Dia 3

Nada de descansar! Acordamos cedo e tomamos um belo café da manhã. Se você leu o post sobre nossas hospedagens, viu que nós já estamos no Cape Grace Hotel & Spa, um 5 estrelas maravilhoso em Cape Town.

Além do Jardim Botânico, exploramos a região do hotel (V&A Waterfront) e fomos até a Robben Island!

  • Kirstenbosch Garden é o nome do jardim botânico de Cape Town. Um local calmo, bonito e ideal para quem quer descansar em meio à natureza. Gostei muito de conhecer, mas não fiquei muito tempo por lá não.

Kirstenbosch Garden - Cape Town (1) 

  • V&A Waterfront voltando para a região do hotel, fomos explorar essa área, que além de turística, é uma das mais nobres da cidade. Tem muito o que fazer em Waterfront. Ficamos andando, andando sem rumo, vendo tudo que o lugar tinha a nos oferecer. Pontos de interesse: shopping, bares, restaurantes, aquário, marina e a Nobel Square (praça com a estátua dos 4 sul-africanos que ganharam o prêmio Nobel da paz: Albert Luthuli, Desmond Tutu, FW de Klerk e Nelson Mandela).
Vista da marina e do shopping ao fundo.
Vista da marina e do shopping ao fundo.
Por aí...
Por aí…
Explorando o mercado de Waterfront
Explorando o mercado de Waterfront
Nobel Square e a estátua dos 4 que receberam o prêmio.
Nobel Square e a estátua dos 4 que receberam o prêmio.

Ficamos batendo perna  por lá até a hora de sair nosso passeio para a Robben Island. Isso porque é de lá que saem os barcos para a famosa ilha da cidade.

Robben Island - Cape Town (6)

O que mais me atraia em conhecer esse lugar é o fator história. Foi lá que o líder político Nelson Mandela passou grande parte da vida preso. O tour é bem legal! Pegamos o ferryboat ali mesmo em Waterfront – no Nelson Mandela Gateway. A travessia tem duração média de 30 minutos e é um ótimo momento para apreciar Cape Town (e a Table Mountain) por outro ângulo.

De lá, o tour começa com uma parte de ônibus por toda a ilha, onde se conhece a casa do cara que tomava conta do complexo, a igreja, delegacia, templo muçulmano, dentre outros lugares super interessantes.

Robben Island - Cape Town (1)1 Robben Island - Cape Town (5) Robben Island - Cape Town (13)E tem um cantinho lindo para tirar foto!! Olha só!

Robben Island - Cape Town (4)

 Depois do tour de ônibus, seguimos a pé para conhecer o interior do presidio. Toda a visita é guiada. Não é um passeio barato mas para quem gosta de história é imperdível! Afinal, como não se emocionar com a vida desse guerreiro que foi Nelson Mandela, não é mesmo.

Robben Island - Cape Town (3) Robben Island - Cape Town (2) Robben Island - Cape Town (1) Robben Island - Cape Town (1)

Todo o passeio dura cerca de 3 horas e meia, incluindo ida e volta do Ferryboat. Também, em média, custa uns U$ 50,00 por pessoa.

Um pouco de história e curiosidades:

  • Nelson Mandela ficou preso nessa ilha entre 1964 e 1982;
  • A ilha já foi de tudo um pouco: colônia de leprosos, base de treinamento de defesa e colônia de leprosos;
  • Hoje, a Robben Island é Patrimônio Mundial da UNESCO;
  • Em Robben Island, os prisioneiros negros tinham alimentação inferior aos demais;

A noite, curtimos a animada V&A Waterfront.

Um dos vários bares super animados da região
Um dos vários bares super animados da região
Na varanda do shopping é possível ter essa linda vista da roda gigante
Na varanda do shopping é possível ter essa linda vista da roda gigante

Dia 4

No quarto dia, terceiro dia inteiro na Cidade do Cabo, fomos conhecer a Boulders Beach e o Cape Point. De quebra, dirigi pela charmosíssima Chapman’s Peak Drive e voltei à Long Street para me despedir.

  • Boulders Beach é a famosa praia dos pinguins africanos! A colônia de pinguins é composta por cerca de 2.000 bichinhos lindos eu estão ameaçados de extinção! Eles chegaram nessa região por volta dos anos 80. Essa praia é composta por 3 pequenas enseadas e fica localizada na Baía Falsa, leste da cidade. Uma curiosidade interessante é que a Boulders Beach faz parte do Parque Nacional da Montanha da Mesa, ou seja, do Table Mountain National Park.

O mais legal disso tudo, é que o local está todo preparado para a visitação turística. E sim! Tem que pagar para entrar nessa área! O custo é de cerca de U$ 20,00 mas achei que valeu a pena só por ver toda aquela colônia de pinguins em seu habitat natural.

Essa área reservada ao turismo é importante para a preservação da espécie. Todo o caminho é feito através de decks na praia.

Boulder Beach - Cape Town (2)1Boulder Beach (1) Boulder Beach - Cape Town (5)

Além disso, em uma enseada ao lado, ainda na Boulders Beach, é possível usufruir da praia como banhista! Coloque sua canga na areia branquinha, molhe seus pés no mar de vários tons de azul e águas clarinhas (e geladas) e boa praia! Ahhh, nossos amigos pinguis também frequentam as praias e é bem comum dividir o espaço com eles. Mas atenção: respeitem os bichinhos e não deixem lixo na praia!

Boulder Beach - Cape Town (2)Boulder Beach - Cape Town (3)

(hora do parênteses: o estacionamento da região, Seaforth Beach, não é grande! Então, se você estiver de carro, tente chegar cedo!)

  •  Cape Point. Deixando os pinguins curtirem a praia deles, é hora de ir para outro ponto alto da Viagem: O Cabo da Boa Esperança! Por quê esse lugar atrai tanto os turistas? Porque além de uma vista incrível, esse lugar era ponto estratégico das rotas comerciais europeias para o Oriente. Isso mesmo! É lá que podemos ver o encontro dos oceanos Indico e Atlântico. Historicamente falando, é o caminho para as índias descoberto pelos portugueses bem lá antigamente, antes do descobrimento do Brasil.Cape Point - Cabo da Boa Esperança - Cape Town (2)

O Parque Nacional da Península do Cabo também tem toda uma infra-estrutura para atender bem aos turistas. De lá é possível subir o farol e apreciar a vista estonteante. Também é permitido fazer uma trilha até a ponta do Cabo da Boa esperança. Tem lojinha de souvenir e tudo mais. A sinalização é muito boa e o estacionamento é bem amplo. Queria muito ter feito a trilha. Mas chegando lá, vi que eu perderia muito tempo (de novo) e estava um vento MUITO frio. Preferi não arriscar e seguir o passeio conforme estava planejado.Cape Point - Cabo da Boa Esperança - Cape Town (1)Cape Point - Cabo da Boa Esperança - Cape Town (3)

 

Cape Point - Cabo da Boa Esperança - Cape Town (3) Cape Point - Cabo da Boa Esperança - Cape Town (4)

  •  Chapman’s Peak Drive foi o caminho escolhido para voltar para o hotel. É simplesmente uma estrada MUITO bonita que percorre todo o litoral. É de tirar o folego e preciso dizer que isso deveria ser obrigatório para todos os turistas! Rs. Além disso, tem vários mirantes por todo o caminho onde é possível parar para curtir o visual e fazer aquela foto de registro! Anota essa dica aí, gente!

Chapman's Peak Drive

Seguimos até Hount Bay para almoçar e paramos na Marina onde tem um tradional restaurante da cidade. Valeu a pena! E a decoração do lugar é super legal!

Hount Bay - Marina - Cape Town

CONCLUSÕES GERAIS

  • Alugar carro, para mim, é a melhor opção. Dirigir do lado direito não é um bicho de 7 cabeças (rsrsrs)
  • Cape Town, ou Cidade do Cabo é um destino que atende viagens em família, com crianças, com os vovôs e vovós, enfim, tem atração para todas as idades;
  • Caso você prefira não alugar um carro, os passeios turísticos te levam a todos os lugares que vocês quiserem! Basta escolher a melhor opção para você.
  • Impossível não se apaixonar por Cape Town.
  • Quais mais tempo você tiver na cidade, mais você consegue aproveitar. O que não falta é atração para curtir!

Fechando sua viagem através dos links dos parceiros disponibilizados no nosso site, você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda a manter o blog. Todos os nossos afiliados foram testados antes de recomendarmos e usamos o serviço deles sempre em nossas viagens. ;)

=> Nosso parceiro Booking.com possui hospedagem em todo o mundo e ainda é possível comparar os preços e localização. Sempre leve em consideração, também, a avaliação feita por alguns hospedes. Afinal, é sempre bom ouvir a opinião de pessoas que já tiveram a experiência, né?! O Booking também possui opção de cancelamento gratuito e de pagamento direto no check-in.

=> Muitas vezes, alugar um carro é uma necessidade, né?! Mas antes de qualquer coisa, é muito importante comparar os preços das locadoras. Nosso parceiro RentCars faz isso por nós. De forma rápida e segura, eles comparam todos os preços e ainda cobram em Reais, sem cobrança de IOF! Se precisar, pode pagar dividir o pagamento no cartão de crédito ou conseguir um desconto para pagamentos à vista, através do boleto bancário. Clique aqui e compare os preços.

=> Fundamental em qualquer viagem, seja nacional ou internacional, o seguro viagem é indispensável para garantir a tranquilidade durante a viagem. Para conseguir a melhor tarifa entre as seguradoras do mercado, nossa parceira Seguros Promo, faz essa comparação online e consegue as melhores tarifas. Também aceita pagamento parcelado no cartão de crédito ou consegue desconto para pagamento ã vista, no boleto bancário. Escolha o plano que melhor se encaixa nas suas necessidades e garanta uma viagem tranquila.

=> Dependendo do lugar é sempre melhor contratar um passeio não é? Sempre que fazemos isso, usamos o Get Your Guide pois confiamos e sempre deu certo! Afinal, quando estamos de férias, precisamos que tudo saia como planejamos, né? Vai viajar?? Clique aqui para escolher seus passeios! Usando esse link, você terá todas as infos que precisa e assistência para tirar duvidas ou resolver problemas. Ahhh, e claro, você ajuda o Blog a realizar esse trabalho que tanto gostamos!

=> Passagem aérea é sempre um desafio pois os preços oscilam muito rápido e as vezes temos problemas para entender o site das companhias aéreas por estarem em outro idioma. Gostamos muito do Viajanet e fechamos uma parceria com eles. Além de pesquisar as melhores tarifas do mercado, comprando pelo site do Viajanet você tem toda a assistência que precisar de forma rápida e em português!

=> A EasySim4U é nosso parceiro testado e aprovado de chips no exterior. Atendimento de confiança e em português. Nada melhor que chegar no destino já com o seu chip em mãos e funcionando, né!? Clique aqui e veja o plano que melhor se adequa a sua necessidade e já efetue a compra online mesmo.

Nos siga nas redes sociais e fique por dentro de tudo que o BSV tem para mostrar para você!

Facebook

Instagram

Gostou desse artigo? Compartilha! Comenta!

Related Posts

Comments

comments

NO COMMENTS

Leave a Reply