Capítulo 12: Um ano de Canadá

1
619

1 ano de vanNo dia 24 de setembro de 2015 fez exatamente um ano que chegamos ao Canadá. Em alguns momentos parece que foi ontem, em outros parece que faz muito mais tempo. Quem acompanha nossa página e nosso canal, está acostumado a ler dicas e depoimentos, ver vídeos e fotos. Mas hoje resolvi escrever mais um capítulo da nossa vida aqui, sobre as nossas impressões depois de um ano morando fora.

De cara eu falo: aquele glamour do país frio que neva já passou. Isso aconteceu porque pela primeira vez aproveitei o verão com vontade. Aqui em casa todos, menos eu, curtiam o verão carioca. Eu só aprendi a gostar do sol e do calor quando passei a sentir falta dele. E agora, nos primeiros dias do outono e já prevendo o que vem pela frente, já sinto falta do verão.

Se eu sinto falta do Brasil? Nem um pouco. Sinto falta da família e dos amigos. E só. Continuo com o mesmo pensamento, agora aprimorado: preciso viver em um país onde as pessoas se respeitam, tem educação, vivem num senso de comunidade que eu nunca imaginei. Não me vejo vivendo na desordem e no caos do jeitinho novamente.

As crianças já estão super adaptadas e não querem voltar para o Brasil. Rafael está com um inglês afiadíssimo e Carol, que ainda não vai para a escola, consegue se comunicar em inglês em grande parte do tempo.

Morar aqui é mais caro e é mais barato. Nesse ponto não há consenso. Nem vou falar de conversão de dólar, apenas que aqui algumas coisas são bem mais baratas e outras bem mais caras que no Brasil.

Para quem acha que dá pra viver numa bolha de isolamento na gringolândia e esquecer que brasileiros existem, conto um segredo: a gente sente falta demais da nossa cultura. É gostoso sair na rua e ouvir alguém passando e conversando em português. É essencial fazer amigos brasileiros que vão nos cercar e nos entender da forma que só a gente sabe como é.

Qual é a pior parte? É sentir que a gente nunca vai ser daqui. Por mais que se aprenda inglês, nunca vamos ser completamente fluentes. Por mais que se estude, nunca vamos conhecer todos os detalhes políticos e históricos. Por mais que se queira, nunca vamos pertencer 100% a cultura canadense. As crianças sim, vão trilhar esse caminho naturalmente mas pra nós, adultos, vai estar sempre faltando alguma coisa.

Qual é a melhor parte? Segurança, respeito, educação. Coisas básicas que fazem parte dos valores que ensinamos diariamente aos nossos filhos.

Morar fora, aos olhos de quem está no Brasil, é um conto de fadas. Morar fora, pelo prisma de quem está encarando a mudança, é um desafio.

Esse primeiro ano foi um grande aprendizado em todos os sentidos. Aprendemos a conhecer o clima, as pessoas, os sentimentos e a nós mesmos.

Obrigada a todos por nos acompanharem e dividirem suas histórias e planos conosco! Da nossa parte, continuaremos por aqui tentando passar mais um pouco da vida de uma família carioca no Canadá.

Um beijo!
Cassandra

canada.br@blogsoviagem.com.br


1 COMENTÁRIO

  1. Olá Cassandra,
    Eu e meu marido estamos “estudando” a possibilidade de seguirmos para o Canadá com nossos 2 filhos. Mas confesso que essa decisão ainda me assusta.
    Preferia Toronto, que parece mais perto. Mas Bancouver se destaca pelo clima. Realmente existe uma diferença significativa? Ou isso é lenda?
    Outra coisa que gostaria de saber, tem muito tornado, Hurricanes ou alguns fenômenos assim?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.